terça-feira, 8 de dezembro de 2009

ATO PELA RECUPERAÇÃO DO MARIO


Nesta terça-feira (8), às 20 horas, será realizado na Vila Cultural Cemitério de Automóveis (Rua João Pessoa, 103, em Londrina) um Ato Público Pela Recuperação de Mário Bortolotto e Contra a Violência. No ato serão lidos poemas e trechos de peças do dramaturgo londrinense. Atores, escritores e amigos do dramaturgo participam do evento, aberto a todos os interessados.
***
Legal a rapaziada de Londrina pintar na Vila Cultura que é a casa do Cemitério de Automóveis, grupo fundando pelo Mario Bortolotto. Vamos estar lá contribuindo com as nossas verves poéticas para mandar aquela força pela recuperação desse italiano rude com o coração de ouro. As últimas noticias dão conta de que ele está melhorando e vai estar de voltta com a gente em breve. Vou aparecer lá no Cemitério de Automóveis e espero que a casa esteja lotada.

4 Comentários:

Às 9 de dezembro de 2009 04:58 , Blogger Samantha Abreu disse...

Pôxa, Mauricio!
Esse encontro foi maravilhoso.
o clima, as pessoas, a poesia do Mario...

e ele logo tá pra cá com a gente! rs.

Um beijO!
Samantha

 
Às 9 de dezembro de 2009 08:47 , Blogger ateliê de aromas disse...

Oi Maurício - com toda essa coisa, estou aqui para dizer a vc que te amo, amigo querido, que vc é muito muito querido e isso quero dizer a todos os meus amigos, em saúde e em vida, porque não suporto a idéia de perder nem Mário e nem ninguém, de repente descobri aqui dentro uma força indômita (kkkkkkrsrsrsrs) que tá arregaçando meu coração de novo e quer se revelar. Amigo amigo, eu amo sua pessoa, sua mente, sua obra, e clamo aos Deuses vida longa a vc e a todos, todos os meus preciosos. um beijo imenso! maria angélica

 
Às 9 de dezembro de 2009 12:52 , Blogger Maurício Arruda Mendonça disse...

É isso aí Samantha! Acho que rolou uma super energia positiva pela melhora definitiva do Mario. Pelo que senti o clima era de uma felicidade muito serena em cada um das pessoas maravilhosas que compareceram. Cada um era gente com que se pode contar, né não?

 
Às 9 de dezembro de 2009 12:54 , Blogger Maurício Arruda Mendonça disse...

Valeu, Maria. Como o Bernardo disse antes, esse situação de perigo de morte revela o tamanho do amor que sentimos uns pelos outros. Grande cheiro!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial