sexta-feira, 6 de maio de 2011

WOODY ALLEN CURTE MACHADO DE ASSIS


WOODY ALLEN CITA LIVRO DE MACHADO DE ASSIS COMO UM DE SEUS FAVORITOS
Lista com os cinco livros que mais o influenciaram foi feita a pedido do jornal inglês 'The Guardian'
O diretor Woody Allen listou, entre os cinco livros que mais o influenciaram, Memórias Póstumas de Braz Cubas, de Machado de Assis, a pedido do jornal inglês The Guardian. Allen contou que recebeu o livro pelo correio. Um estranho do Brasil o enviou com o recado: "Você vai gostar". "Li porque era um livro fino. Se fosse grosso, teria descartado", escreveu o cineasta.
"Eu fiquei chocado o quão charmoso e incrível era. Eu não pude acreditar que ele viveu há tampo tempo. Você poderia pensar que ele escreveu ontem. É tão moderno. É uma obra muito original".
A lista de Allen inclui ainda O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger, Really the Blues, de Mezz Mezzrow e Bernard Wolfe,The World of SJ Perelman Elia Kazan: A Biography, de Richard Schickel.
[Do Estadão.com.br]

PS - As palavras exatas de Allen sobre Machado foram: " just got this in the mail one day. Some stranger in Brazil sent it and wrote, "You'll like this". Because it's a thin book, I read it. If it had been a thick book, I would have discarded it. I was shocked by how charming and amusing it was. I couldn't believe he lived as long ago as he did. You would've thought he wrote it yesterday. It's so modern and so amusing. It's a very, very original piece of work. It rang a bell in me, in the same way that The Catcher in the Rye did. It was about subject matter that I liked and it was treated with great wit, great originality and no sentimentality."

4 Comentários:

Às 10 de maio de 2011 04:15 , Blogger Claudio disse...

Pode crê! Me parece que a literatura, bem como a música, na indústria cultural, involuiu! O mercado de livros didáticos não deve sustentar-se em si próprio, cruzamentos e aprofundamentos na literatura, filosofia e história devem ser estimulados, mas ... o que estou falando? Do meu ponto de vista, não há esperança!

 
Às 10 de maio de 2011 05:43 , Blogger Maurício Arruda Mendonça disse...

Clau, pode não haver esperança, mas o ser humano tem natureza guerreira. Entonces, vamos atrás de nossos sonhos de transformaçao da sociedade!

 
Às 14 de maio de 2011 05:32 , Blogger claudio francisco da disse...

Maurice, parafraseando uma amiga minha: nas últimas semanas beatificamos um papa, casamos um príncipe, fizemos uma cruzada e matamos um mouro: bem vindos à Idade Média!

 
Às 14 de maio de 2011 11:07 , Blogger Maurício Arruda Mendonça disse...

Sim, Claudinho! O mundo marcha a ré!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial