domingo, 30 de maio de 2010

NUVEM DE TAGORE


"Sou como o resto de uma nuvem de outono errando inutilmente pelo céu, ó meu sempre glorioso sol! O teu contato ainda não dissolveu a minha névoa para integrar-me na tua luz, e por isso vou contando os meses e os anos que vivo longe de ti.
Se é da tua vontade e se é para tua recreação, toma então esta minha oca leviandade, tingi-a de cores, doura-a com ouro, entrega-a ao vento lascivo e dispersa-a em variegadas maravilhas.
E se for mesmo da tua vontade acabar com esse brinquedo, de noite, eu me dissolverei e desaparecerei por aí, na escuridão, ou quem sabe num sorriso da manhã alva, ou num frescor de transparente pureza."

Rabindranath Tagore


sábado, 29 de maio de 2010

O JARDIM DE PLATÃO


O sol da manhã faz de nossas sombras uma realidade maior do que a verdade.

POR-DO-SOL DE ONTEM

Ontem fez um daqueles poentes róseos e vermelhos típicos. Prenúncio de que o inverno vem vindo. Depois de um dia de tensões emocionais, bom olhar esse céu e sentir a segurança no fluir dos dias que passam por nós. Signos de luz que brindam essa nossa viagem por aqui.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

BER E MAU DIA 5 DE JUNHO EM SP


Amigos de São Paulo, no próximo dia 5 de junho às 18h30min, na Biblioteca Alceu Amoroso Lima, na Avenida Henrique Schaumann n. 777, acontece nosso bate-papo e apresentação no Parcerias Voz da Poesia - evento criado e mediado pelo poeta Ademir Assunção. Estarão no palco Bernardo Pellegrini, este blogueiro cantando poesia juntamente com nosso estimado maestro Marco Scolari. Por favor, compareçam. Nos esforçaremos em proporcionar instantes de deleite poético & musical.

Bernardo Pellegrini é compositor, poeta, jornalista. Está lançando É Isso Que Vai Acontecer, seu quarto CD autoral com O Bando do Cão Sem Dono, coletivo de músicos. Lançou também os CDs Big Bando (2000); Quero seu endereço (1999) e Dinamite Pura (1994) .



Mauricio Arruda Mendonça, dramaturgo e poeta, publicou os livros de poesia Eu Caminhava Assim Tão Distraído (1997), A Sombra de um Sorriso (2002) e Epigrafias (2002), e o livro de contos Londrinenses (2010). Recebeu o prêmio Shell-RJ 2008 de Melhor Autor junto com Paulo de Moraes pela peça Inveja dos Anjos.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

MENTE MENTIRA EM PIRACICABA

Malvino Salvador na pele do personagem Jake em Mente Mentira de Sam Shepard
(foto de Marcelo Faustini)

A peça Mente Mentira de Sam Shepard - primeira montagem profissional no Brasil - volta à estrada. Dessa vez será apresentada na querida cidade de Piracicaba, terra natal de minha mãe. As apresentações serão no Teatro Unimep, amanhã, dia 28 (sexta), às 20 horas, e dia 29 (sábado), às 21 horas. Rapaziada que estiver na área não perca. Tudo bem que, como diz o velho adágio, "elogio em boca própria é vitupério", mas tenho certeza de que essa montagem de Mente Mentira consegue revelar o universo de Shepard com muita precisão e criatividade.


"MENTE MENTIRA" de Sam Shepard

Título Original: "A Lie Of The Mind"

Tradução: Maurício Arruda Mendonça


Direção: Paulo de Moraes


Elenco


Malvino Salvador
Fernanda Machado
Thiago Fragoso
Zécarlos Machado
Malu Valle
Roza Grobman
Keli Freitas
Marcos Martins

Iluminação: Maneco Quinderé
Figurinos: Rita Murtinho
Música original: Ricco Viana
Cenografia: Paulo de Moraes e Carla Berri
Preparação Corporal: Patrícia Selonk
Preparação Vocal: Simone Mazzer
Dramaturgista: Maurício Arruda Mendonça
Direção de Produção: Fábio Glingani e Malvino Salvador

Produção Executiva: Taís Somaio

Assistente de Produção: Gustavo Borges

Realização: Mondo Caos Entretenimento

MICROCONTO


O PERSEGUIDO

Ele havia descido infinitas calçadas atrás de uma lista telefônica, querendo discar imediatamente para alguém sem rosto, um sobrenome com todas as letras do alfabeto.
Começou a anotar algarismos com ansiedade submersa, como se fora um náufrago do Titanic. Interpretava o papel de alguém que está fugindo e correndo muitos riscos. Fichas tilintam numa ânsia cigana. Voz entrecortada e uma chamada para a região Norte: “- Não posso suportar mais...”
Estalar de passos lentos na esquina. Seu coração explodindo em granadas de susto. Numa fração de segundo voltou a si, o telefone vermelho oscilava suspenso no vazio com uma voz de mulher cantando uma canção barata.
Estalar de passos se aproximando. Por que não conseguem esquecer? Sem pensar duas vezes, correu ao encontro deles durante uma eternidade. Abriu os botões do peito e fez luzir o distintivo de sua imortalidade. Eles atiraram, atiraram, atiraram. Uma dama-da-noite derretia seu perfume insuportável num jardim.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

ARMAZÉM EM TURNÊ PELO NORDESTE


Patrícia Selonk (Cecília) e Thales Coutinho (Rocco) em Inveja dos Anjos


Sábado, 29 de maio, às 20 horas, no Teatro Dix-Huit Rosado em Mossoró (RN) e quarta-feira, 2 de junho, a partir das 20h, no Teatro Alberto Maranhão em Natal, acontecem apresentações da peça Inveja dos Anjos, da Armazém Companhia de Teatro, com direção de Paulo de Moraes. A dramaturgia é de autoria de Maurício Arruda Mendonça e Paulo de Moraes, “Inveja" venceu o Prêmio Shell de Teatro 2008, nas categorias de Melhor Autor e Melhor Atriz para Patrícia Selonk, além do Prêmio APTR 2008, nas categorias de Melhor Espetáculo e Melhor Iluminação para Maneco Quinderé. Ambientado numa ferrovia com trilhos que começam e terminam no infinito, "Inveja dos Anjos "traça uma narrativa que atravessa a história de Tomás (Ricardo Martins), Cecília (Patrícia Selonk) e (Luísa) (Simone Mazzer). E a partir do encontro dos três amigos – que discutem suas memórias -, o passado vai se materializando em cena e personagens como Eleazar (Marcelo Guerra), Branca (Simone Vianna), Rocco/homem sem braço (Thales Coutinho) e Natália (Verônica Rocha) surgem, na forma de afetos perdidos ou a serem descobertos. Inveja dos Anjos foi o espetáculo mais premiado da temporada carioca 2008 e tem o patrocínio da Petrobras para a realização da turnê pelo Nordeste. Após Mossoró e Natal, o espetáculo visita Salvador, João Pessoa, Recife e Fortaleza.

(Matéria extraída do jornal Tribuna do Norte - Rio Grande do Norte - 24/05/2010)

terça-feira, 25 de maio de 2010

UM POEMA PRO RIO


RIO DE JANEIRO, DESADORMECENDO


Qual manhã nos separou do sono
nos pôs de pé em glorioso clima

Entre neblinas, pensamentos leves,
de uma possível esperança saciada

de carinhos voláteis, louca espera
de sorrisos incandescentes –

Sentir o ritmo do peito a dilatar-se
A vida golpeando sem cessar,

Lambendo os olhos mareados
de sondar o invisível, crer no incrível,

Despertar.

*

Este poema pertece ao livro A Sombra de um Sorriso - Atrito Art Editorial, Londrina, publicado em 2002. Escrevi esse poema em homenagem ao Rio de Janeiro em 1998, no apartamento de Paulo de Moraes e Patrícia Selonk em Laranjeiras, mais precisamente na Rua Moura Brasil que dá direto na sede do Fluminense. Lembro-me de que acordei de manhazinha, sentei-me no sofá da sala e escrevi esse poema de uma assentada só, tomado pela beleza da cidade e seus climas.

O EDITOR SAMUEL LEON EM LIVRO

Amanhã, 26 de maio, a partir das 19 horas, na Livraria Cultura (Conjunto Nacional), em São Paulo, rola o lançamento do sétimo número da publicacão da Edusp "Editando o Editor". O volume contempla a trajetória do grande Samuel Leon da Editora Iluminuras, nosso estimado editor de "Sylvia Plath, Poemas" e "Iluminuras (Gravuras Coloridas)" de Arthur Rimbaud, traduções minhas e de Rodrigo Garcia Lopes, que também tem vários trabalhos editados pelo Samuel, como o seu primeiro livro de poemas "Solarium" e o recente "Folhas de Relva" de Walt Whitman, aliás duas obras-primas do meu velho amigo. Não vou poder estar no lançamento do Samuel, mas parabenizo esse cara que dá um belissima contribuição para a literatura do país, mesmo sendo ele um fidalgo argentino e torcedor do São Paulo. Tudo bem, ninguém é perfeito.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

MENTE MENTIRA EM PAULÍNIA

Dia 21 e 22 de maio rolaram duas ótimas apresentações da peça Mente-Mentira obra-prima de Sam Shepard com direção do Paulo de Moraes, produção de Malvino Salvador e Fabio Glingani da Mondocaos. No elenco: Malvino Salvador, Thiago Fragoso, Fernanda Machado, ZéCarlos Machado, Malu Valle, Roza Grobman, Marcos Martins e Keli Freitas. Abaixo algumas fotos feitas pelo grande amigo, o ator Marcos Martins.


As linhas pós-modernas do teatro municipal de Paulínia.



Malu Valle (Lorraine) e Malvino Salvador (Jake).


Roza Grobman (Meg) e ZéCarlos Machado (Baylor)


Fernanda Machado (Beth) concentrando-se para entrar em cena.

domingo, 23 de maio de 2010

PONKANS DOMINICAIS





O domingo foi de realizar uma operação especial para apanhar as poncãs maduras que ficam nos galhos mais altos do pé. Por sinal, uma bela produção do minipomar do jardim. A natureza provê de vitamina C o frio que faz. E lá fui eu improvisando a cadeira como escada, puxando os galhos com uma vassoura velha, enfim uma cena de gambiarra explícita. Mas valeu o intento. Como dizia o velho ditado lusitano hoje pra lá de politicamente incorretom: "quem porfia mata a caça." Por fim dei conta da tarefa e colhi as esses frutos doirados.

GIZ SOBRE CIMENTO


Luz e sombras úmidas do começo da tarde.


Luz de fim de tarde



SOMBRAS DA TARDE


As sombras se alongam ao sol de maio
revelam galhos imateriais no gramado
esse silêncio, uma espera serena
de que a criança volte a brincar ali
eterno menino de sonho
e as luzes
e os perfumes
e as formas suficientes
vão se tornar memória
dessas infindas tardes de glória

ENSAIANDO PRO VOZ DA POESIA


Ontem, sábado, encontrei-me para um ensaio relâmpago com Bernardo Pellegrini e o grande Marco Scolari. Passamos as doze canções que serão apresentadas no dia 5 de junho em São Paulo no encontro Parcerias a Voz da Poesia 2a edição, evento coordenado por Ademir Assunção que já apresentou Francis Hime e Geraldo Carneiro, e Antonio Nóbrega e Braulio Tavares. No ensaio na varanda da casa um astral maravilhoso repleto de sons e poemas partilhados com os amigos que lá estavam.

Bernardo


Marco Antonio Scolari

Este blogueiro


O trio Pellegrini, Scolari e Mendonça


sábado, 22 de maio de 2010

AS LUZES DO OUTONO




Quando saímos para brincar somos supreendidos pela luz que banha o jardim. São as luzes desse outono mais frio e úmido. Tudo parece inexplicável e surpreendente como a lua de dia. Essas luminescências nos inspiram a olharmos para dentro de nós, num convite a uma introspecção em sintonia com a passagem das estações. Época de descobrir a poesia que vem da luz, do vento, de um frio que é quase espiritual.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

A JANELA DO ESCRITORIO


ETERNAMENTE PRESENTE


despertar na manhã de maio


e ver as janelas úmidas de frio


sereno do jardim da casa


uma nesga de azul se insinua


no mosaico gelado da vidraça


as palavras não vingam no papel


e o menino pergunta angustiado:


"o que vai ser de mim depois da morte?"


não quer saber de habitar nenhum céu


"isso seria horrível", responde.


E da distância de nosso parco entendimento


dizemos a ele que se acalme


pois ele há estar feliz pra sempre


junto de lugares e pessoas


que mais ame nessa vida


terça-feira, 18 de maio de 2010

PENSAMENTO EM LOTUS


ALMA DE LAMA


o lótus nasce na lama
ainda assim não reclama
quisera ter língua de lama
esse silêncio da flor
que cala às coisas que ama

(do livro "Eu caminhava assim tão distraído" - Sette Letras. RJ. 1997)


MENTE MENTIRA EM PAULÍNIA DIAS 21 E 22/05

A peça "Mente Mentira" prossegue sua marcha. Depois da estréia em Araraquara é a vez de Paulínia. As Apresentações serão nos dias 21 e 22/05/2010 no Teatro Municipal de Paulínia, na Av. Pref. José Losano de Araújo. Horários: Sexta e Sábado - 21h00.

"MENTE MENTIRA"
Título Original: "A Lie Of The Mind"
Autor: Sam Shepard
Tradução: Maurício Arruda Mendonça

Direção: Paulo de Moraes

Elenco

Malvino Salvador
Fernanda Machado
Thiago Fragoso
Zecarlos Machado
Malu Valle
Roza Grobman
Keli Freitas
Marcos Martins

Iluminação: Maneco Quinderé
Figurinos: Rita Murtinho
Música original: Ricco Viana
Cenografia: Paulo de Moraes e Carla Berri
Preparação Corporal: Patrícia Selonk
Preparação Vocal: Simone Mazzer
Dramaturgista: Maurício Arruda Mendonça

Direção de Produção: Fábio Glingani e Malvino Salvador
Produção Executiva: Taís Somaio
Assistente de Produção: Gustavo Borges
Realização: Mondo Caos Entretenimento
Divulgação e Marketing: Open MindAssessoria de Mídias Digitais: Leonardo Neves
Fotos de divulgação: Luis Crispino
Fotos de cena: Heloísa Bortz
Assessoria de Imprensa: Tuca Notarnicola tuca.n@globo.com (11) 9985-1110

sábado, 15 de maio de 2010

FESTIVAL LITERARIO DE LONDRINA VEM AÍ


O Londrix 2010 – Festival Literário de Londrina, organizado por Christine Vianna e Marcos Losnak, está com as inscrições abertas para os interessados em integrar a programação da edição de 2010.
As propostas de palestras, oficinas, shows, debates, atividades lúdicas, workshops, leituras, lançamentos de livros, contações de histórias, performances, atividades lúdicas, exposições e outras atividades literárias podem ser apresentadas até 30 de junho. Os interessados devem enviar suas propostas através do site do festival:
www.festivalliterariodelondrina.com
O Londrix 2010, que acontece de 21 a 26 de setembro, reunirá importantes nomes da literatura nacional para discutir e pensar os rumos da literatura feita hoje no Brasil, seus impasses e peculiaridades, em toda a sua diversidade de experiências. O evento contempla, em sua concepção e realização, a literatura adulta e a literatura infantil.
Este é o sexto ano de realização do festival.

Patrocínio: PROMIC
Organização: AARPA

BERNARDO NA VIRADA CULTURAL DE SAMPA

A programação da Virada Cultural de São Paulo amanhã dia 16 de maio terá a participação de Bernardo Pellegrini, amigo, irmão e que me dá a honra de ser seu parceiro musical. Bernardo é responsável por criar lindas melodias para os meus versos e, em muitos casos, aperfeiçoá-los para caberem majestosamente na canção. Bernardo Pellegrini mostra canções de seu novo CD "É isso que vai acontecer", a partir das 13 horas no Palco do Eu Sozinho, no Pátio do Colégio, centro da capital paulista. Amigos de Sampa, pintem lá pra curtir esse que é um dos mais importantes compositores do país na atualidade.

OS DIAS

Os dias
se partem
Os dias
se perdem
Os dias
se repetem
se repetem
se repetem

Os dias se repetem
Mas não se repetem iguais
Os dias nos refazem
Os dias nos trazem sinais
É no viés dos dias
que os dias nos revelam mais
Eu vejo o brilho dos dias
nos olhos dos animais

Os dias
se partem
Os dias
se perdem
Os dias
se parecem
Os dias
anoitecem
amanhecem
se parecem

(canção de Bernardo Pellegrini - CD "Quero seu endereço" - Bernardo e o Bando do Cão sem Dono - 1998)

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O OUTONO


LONDRIX

quando é outono
os galhos temem
que folhas
os deixem

sem pensar
gritamos
nada volta
só galhos
secos e folhas
junto à porta dos fundos
do lado do focinho do cachorro

assim
perguntamos
ao vizinho
“você tem
um serrote?”

agora
batendo na vidraça
“quer entrar?”
os galhos perdoam
o vento

ele é
um outro
sem falar
contempla:
é outono

nem
adianta
olhar o céu
e dizer
como os romanos

“as nuvens
são escamas”
ou
“parecem o rabo
de um galo”

felicidade:
dizer coisas
tão simples
como:
“galhos”
ou
“você vai
sair sem
o casaco?”


(do livro "Eu caminhava assim tão distraído" - Editora Sette Letras, Rio de Janeiro, 1997)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

PAIS E FILHOS

Taí. Pai e filho. João Paulo e Paulo de Moraes. O desenhista e o diretor teatral. Dois caras pontas firmes. Um momento de descontração no dia seguinte à estréia. Tivemos ótimas conversas e nos diverttimos muito. São os famosos momentos transitórios e eternos que nos mantém mais vivos. De quebra, como se não bastasse sermos uma grande família teatral, Jacqueline me vem com a feliz noticia de que Isadora tinha nascido domingo de manhã. Enfim, a passagem por Araraquara foi perfeita.

A ESTRÉIA DE MENTE MENTIRA - A LIE OF THE MIND


Enfim chegavam os tão esperados dias 7, 8 e 9 de maio. Era a estréia nacional de Mente Mentira [A Lie of the Mind] de Sam Shepard com direção de Paulo de Moraes, numa produção de Malvino Salvador e Fábio Glingani da Mondocaos. Aliás, nada mais shepardiano do que estrear em Araraquara, um cidade bacana, com um clima excelente e um teatro municipal com excepcional acústica. A estréia foi ótima. Houve um crescimento geral nas atuações com o elenco entrando em cena com gana. Foram muitos momentos deliciosos em companhia desses seres malucos que são os artistas de teatro. Muitos arrepios e lágrimas como nas palavras profundas de ZéCarlos na saudação antes do início da peça, e muitas risadas como nos papos com Maneco Quinderé, que desenhou uma luz sensacional. Foi um prazer pra mim poder pilotar o som na estréia e passar a bola pro Gustavo Borges, e conviver com o João Paulo, que me obrigou a ler definitivamente Jimmy Corrigan. Como não esquecer os papos com a galera no quarto de Malu Valle, grande anfitriã no final das noitadas. Jamais esquecerei de todos e de Araraquara, especialmente porque no dia 9 de manhã nasceu minha filha Isadora. O teatro é vida mesmo. Valeu estar juntos com todos. Deixo meu agradecimento ao Malvino, Fábio, Gustavo, Paulo de Moraes, Roza, ZéCarlos, Keli (inclusive pelos concertos ao piano), Malu (inclusive pela galharufa), Fernanda, Thiago Fragoso, Marquinhos Martins, João Paulo, Maneco, Thiago da operação da luz, Índio, Tuca e Paulo do figurino, e mil perdões se me esqueci de alguém. Abaixo algumas fotos tiradas por mim da técnica. Para ver um pouco melhor é só clicar.


À esquerda Thiago Fragoso (Frankie) e Malvino Salvador (Jake) na cena em que os irmãos se encontram após o espancamento de Beth.


Keli Freitas (Sally) e Malvino Salvador (Jake) tendo ao fundo Fernanda Machado (Beth)

Malvino na pele de Jake em foto feita pelo ator Marcos Martins na coxia.

Malvino e Malu Valle (Lorraine)

Fernanda Machado (Beth) e Thiago Fragoso (Frankie)


À esquerda Marcos Martins (Mike), Malvino Salvador (Jake) no chão e, ao fundo, Roza Grobman (Meg) .

Cena final da peça: ZéCarlos Machado e Roza Grobman ao fundo. Malvino Salvador, Fernanda Machado e Thiago Fragoso em primeiro plano.

Roza Grobman (Meg) e ZéCarlos Machado (Baylor) na cena final de Mente-Mentira com direção de Paulo de Moraes.

terça-feira, 11 de maio de 2010

VISÕES ARARAQUARENSES




Na praça existe um chafariz que esguicha água

e uma águia que guarda e guia.

Na imponente matriz inacabada,

uma serpente gigantesca coleia pela fachada

e esmaga as pilatras

com tal força que as racha.

A águia caça a serpente

E nós, de repente,

somos o que sobra

na sombra de Araraquara.



ARARAQUARA À NOITE

Chegamos em Araraquara no último dia 4 de maio para a estréia nacional de Mente-Mentira de Sam Shepard. Araraquara é uma cidade belíssima e berço de grandes artistas como Celso, Uilcon Pereira e do estimado Ademir Assunção. Na mesma noite do dia 4, eu e o ator Marcos Marftins saímos para ver a cidade à noite. O flagrante é do Marcos Martins e da torre do relógio da antiga fábrica da Lupo.

sábado, 1 de maio de 2010

O ATOR ZÉCARLOS MACHADO

video

Depois dos ensaios de "Mente-Mentira" sempre rola a merecida descontração etílica num encontro fraterno com os amigos de labuta. Aliás, creio que esse é um dos princiapais motivos pelos quais fazemos teatro. Na última segunda, 26 de abril, saímos da Fundição Progresso e fomos ao Arco-Íris da Lapa da Rua Mem de Sá. Lá estavam Roza Grobman, Malvino Salvador, ZéCarlos, Marcos Martins, o e o Gustavo Borges (não o nadador, mas sim o primo do Malvino e nosso produtor executivo). Havia um outro motivo bom para o brinde. Comemoramos a notícia de que o Gustavo vai ser papai. Momento alegre deveras, inclusive pra mim também porque minha filha nasce em maio. Depois de tomarmos várias, o bar fechando, garçons indóceis, resolvemos ir embora. Foi então que resolvi invadir a privacidade do ZéCarlos e segui-lo pela Rua do Lavradio até a Riachuelo fazendo algumas perguntas. O ZéCarlos, como todos sabem, é um dos importantes atores brasileiros, integrante do Grupo TAPA dirigido por Eduardo Tolentino, enfim um cara de teatro mesmo, mas que tem passagens notáveis pela TV, e pelo cinema. Não posso deixar de citar a excelente atuação do Zé em "Ação entre Amigos", do Beto Brant, numa performance digna de Oscar.

ESPERANDO SAM SHEPARD

Estou aqui nessa noite de sábado amargando uma puta duma gripe. Acho que peguei essa porra por conta do psicológico, pois chegamos ao fim do ensaios da peça Mente-Mentira [A lie of the Mind] de Sam Shepard sob direção de Paulo de Moraes que estréia nos dias 7, 8 e 9 de maio em Araraquara-SP. A montagem que será a primeira no Brasil, é fruto da idéia, produção e batalha de 4 anos, desse grande cara que é o ator Malvino Salvador. Pra mim foi uma honra completa estar nesse processo. Trabalhei como dramaturgista, cuja função foi estudar uma vasta bibliografia sobre a peça e sobre o autor, filtrar, discutir com o diretor, produzir textos e debater com os atores. Também acabei realizando a tradução da peça, o que me deu muito prazer de desvendar o universo de "A Lie of the Mind", peça da mesma safra e clima do roteiro de Paris, Texas, parceria genial de Shepard com Wender, que tanto fez a nossa cabeça.
No elenco da nossa montagem sob a regência de Paulo de Moraes temos um belo time: Fernanda Machado (Beth); Malvino Salvador (Jake); Thiago Fragoso (Frankie); Zécarlos Machado (Baylor); Malu Valle (Lorraine); Roza Grobman (Meg); Marcos Martins (Mike) e Keli Freitas (Sally).
Agora é aquela tensão pela estréia. Mas tudo vai rolar bem, pelo belo trabalho que todos fizeram. Acho que ficamos à altura dessa peça que é sem nenhuma dúvida uma das maiores obras-primas do teatro norte-americano, que se coloca ao lado de "Longa jornada de um dia noite adentro" de O'Neill; "A Morte de um Caixeiro Viajante" de Arthur Miller; "Um Bonde chamado Desejo" de Tennessee Willians, só pra ficar nesses três gigantes.

ROLÊS PELO RIO


RUA ANDRÉ CAVALCANTI

Cheiro de creolina nos bueiros
um bebê se esgoela
calcanhares pesados nas soleiras
sopapos nos cortiços canibais
lotados de traficantes

Rua onde Castro Alves, tísico,
resistiu à amputação sem anestésico
imolou o pé ao majestoso samba
que escapa das janelas de sobrados seculares

danço comovido no calor da chuva de janeiro
no dia do padroeiro
e rio da dor de São Sebastião